NOVA CEPA

Sesma confirma transmissão da nova cepa do coronavírus na capital paraense

Sesma confirma transmissão da nova cepa do coronavírus na capital paraense

Sesma confirma transmissão da nova cepa do coronavírus na capital paraense

Sesma confirma transmissão da nova cepa do coronavírus na capital paraense

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A variante brasileira do coronavírus chamada ‘P.1’ foi detectada em Belém. Os casos foram confirmados em análise realizada pela  equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA) e o Instituto Tecnológico da Vale, que realizaram o sequenciamento de amostragens de 80 pacientes com Covid-19. Destes, oito pacientes foram confirmados com a nova variante  e uma morte confirmada na manhã desta sexta-feira, 5. A confirmação foi anunciada pelo prefeito Edmilson Rodrigues, em coletiva de imprensa.

Após a conclusão da análise da genotipagem do vírus, realizada por equipe da prefeitura, juntamente com pesquisadores da UFPA, o prefeito afirmou que nesse momento não é apenas uma preocupação, mas a existência da nova cepa é real na capital paraense.

A informação foi confirmada pelo chefe da Divisão de Vigilância da Saúde do município, Cláudio Guedes Salgado e pela coordenadora do Laboratório de Genética Humana da UFPA, a médica Andrea Kelly Ribeiro dos Santos. “Já existe transmissão da nova cepa em Belém de uma pessoa para outra”, explicou Cláudio Guedes.

AMPLIAÇÂO DE LEITOS

O Secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra afirma que a  Prefeitura de Belém já está revisando todo plano municipal de enfrentamento à Covid-19.  Considerando a possibilidade do aumento de casos, a Sesma dobrou o número de leito para covid-19 nos hospitais, como medida preventiva, segundo explica o secretário.

No Hospital Beneficente Portuguesa, conveniado com o Sistema Único de Saúde (SUS), novos leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), já foram disponibilizados. Também já houve expansão de leitos no Hospital Universitário Barros Barreto, a partir de convênio com a Sesma e no Hospital Municipal Dom Vicente zico.

Edmilson Rodrigues ressaltou a importância do decreto elaborado coletivamente entre as prefeituras da Grande Belém e o governo do Estado, como forma de frear o avanço do novo coranavírus  e conscientizar a população para seguir as medidas de proteção.

“Fazemos um apelo para que a população siga com os protocolos através do uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento”, pediu o prefeito, acrescentando que é preciso respeitar as determinações do decreto. “É pela vida e pela saúde de todos e todas”, completou Edmilson Rodrigues.

Ele reiterou, que se todo mundo cumprir sua parte, respeitando o decreto, usando máscara, higienizando as mãos, usando álcool gel, não fazendo aglomerações só assim será contido o avanço do vírus. “A prefeitura já está providenciando uma maior demanda de vacinas para que outras etapas da vacinação possam ser cumpridas o mais rápido possível. Também já disponibilizou mais leitos de UTI para que não haja todo o caos que já vimos acontecer em Manaus”, informou o prefeito de Belém.

Por Danielle Bastos / Agência Belém

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin