RENDA CIDADÃ

Programa Bora Belém retoma busca ativa às famílias após lockdown

Programa Bora Belém retoma busca ativa às famílias após lockdown

Programa Bora Belém retoma busca ativa às famílias após lockdown

Programa Bora Belém retoma busca ativa às famílias após lockdown

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A partir da terça-feira, 30, será retomada a busca ativa às famílias cadastradas para serem beneficiadas com a renda cidadã do Bora Belém. O programa é administrado pela Fundação Papa João XXIII (Funpapa), baseado no Cadastro Único (CAdÚnico), levando em consideração os critérios de extrema pobreza, pobreza e os excluídos do programa Bolsa-família.

De acordo com o presidente da Funpapa, Alfredo Costa, o comitê gestor do programa decidiu pela busca ativa – checagem das informações através de visita às famílias para confirmar os dados cadastrais.

Nas duas semanas de lockdown, a busca ativa precisou ser suspensa, porém na próxima terça-feira, 30, será retomada, agora com número maior de pessoas, que tornará atividade mais rápida, o que viabilizará a inclusão de mais famílias na lista de beneficiadas com o Bora Belém.

Alfredo Costa ressalta que a preocupação da prefeitura é que o auxílio chegue às famílias que realmente precisem, pois o benefício foi criado para atender às famílias mais necessitadas, em situação de vulnerabilidade.

À medida em que as equipes da busca ativa checam as informações, é possível avançar para inclusão de mais famílias. As equipes têm encontrado muita discrepância entre o que está nos dados das pessoas e o que confirmam in loco, segundo o presidente da Funpapa, por isso, é necessário agir com precisão na confirmação dos dados das famílias.  

Comitê determina busca criteriosa 

A decisão do Comitê Gestor do Bora Belém, esclarece Alfredo Costa, é de só autorizar o Banco do Estado do Pará (Banpará) a fazer o pagamento das famílias, após a checagem precisa.

 O Programa Bora Belém foi instituído pela Prefeitura Municipal de Belém, em parceria com o governo do Estado do Pará, para beneficiar famílias em situação de extrema pobreza com o auxílio mensal de até R$ 450.

No total, o programa prevê atender cerca de 22 mil famílias com R$ 60 milhões, sendo R$ 30 milhões da gestão municipal e outros R$ 30 milhões da administração estadual.

Os critérios são: Família com um filho – R$ 150; dois filhos – R$ 300 e a partir de quatro filhos, R$ 450. As primeiras beneficiadas do Bora Belém – Keila Tatiane Sobral, Samaritana da Silva e Carla Cristina Silva – receberam o cartão do Banpará das mãos do prefeito Edmilson Rodrigues, dia 8 de março, em cerimônia que contou também com a participação do governador Helder Barbalho. 

Inicialmente o programa vai atender 9 mil famílias. Desse total, 5 mil mães solo receberão o benefício 

Fonte: Agência Belém

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin