O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, assinou no final da tarde desta terça-feira, 16, duas ordens de serviço (OS) para obras de reforma em duas escolas municipais, a Padre Leandro Pinheiro, no Guamá, e a Ana Barreau Mininéia, em Mosqueiro.

A assinatura ocorreu no Gabinete Municipal, localizado no bairro de Nazaré, e contou com a participação da titular da Secretaria Municipal de Educação, Socorro Aquino, e diretores das unidades.


“Estamos autorizando mais duas obras em escolas municipais. Os serviços se iniciarão imediatamente e entregaremos as escolas reformadas ainda no segundo semestre”, anunciou Zenaldo.


Na escola Ana Barreau, localizada no bairro do Ariramba, a obra vai beneficiar 654 alunos. Os serviços estão orçados em aproximadamente R$ 430 mil.


“Hoje estamos com a autorização das obras de reformas e manutenção nessas escolas municipais”, ressaltou Socorro Aquino.


Outra unidade beneficiada será a Escola Padre Leandro, onde os serviços se iniciam esta semana, orçados em R$ 777 mil. O local tem capacidade para receber mais de 1.165 alunos.


“A felicidade é imensa, pois é uma devolutiva para a comunidade escolar. É o comprometimento com a educação que o município vem demonstrando”, disse a diretora da unidade, Keila Ferreira.


Pavimentação – Outra obra autorizada, só que de pavimentação asfáltica, foi da passagem Mucajá, entre a avenida Pedro Álvares Cabral e a passagem Cristo Rei, no bairro da Sacramenta. A assinatura da OS contou com a presença do titular da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), Cláudio Mercês, e da comunidade da área.


“Assinamos a ordem de serviço para as obras da passagem Mucajá, que se iniciam está semana”, anunciou o prefeito. A obra começa nesta semana, com prazo de execução de 60 dias.


Morador da passagem, Cláudio Marcelo dos Anjos, 47 anos, comemorou o benefício. “Isso significa melhoria para a comunidade, pois é uma rua de acesso as outras. Nós temos pessoas cadeirantes e idosos, que precisam desses serviços. Para a gente é um momento de muita alegria receber essa obra na nossa comunidade”.

Por Victor Miranda / Agência Belém