Porque o ser humano comete tantos crimes
Porque o ser humano comete tantos crimes

Com meus cumprimentos de estilo, e, como diariamente tomamos conhecimento de inúmeras matérias informando a ocorrência de mais crimes, no público e no privado, resolvi fazer a matéria que segue abaixo sobre o crime, com o objetivo tácito de apenas tentar entender porque o ser humano comete tantos crimes.

§ – Mas, de acordo com a ciência e com a espiritualidade o que é o Ser humano?

§.1 – Ser humano (Homo sapiens) é o termo utilizado nas ciências para caracterizar a espécie viva evolutiva que se difere das demais por possuir inteligência e razão

O ser humano distingue-se dos outros animais por agir com racionalidade. Possui grande capacidade mental e habilidade para desenvolver utensílios e adquirir conhecimento.

O termo humano utiliza-se também como adjetivo com o significado de bondoso ou generoso, compreensivo ou tolerante (grifo nosso).

Na espiritualidade o ser humano, além de ser biológico, social, psicológico, é também um ser espiritual capaz de superar a si mesmo, transformando-se. Pois o homem só será ele mesmo quando ultrapassar e for além de suas capacidades naturais para aperfeiçoá-las ao máximo, até torná-lo perfeito na busca da inteligência, na vontade, na verdade e no bem.

Mas, se o ser humano conforme a ciência e a espiritualidade e inteligente, racional, generoso, com grande capacidade mental, e capaz de superar a si mesmo, porque pratica tantos crimes cruéis e covardes?

§ – Mas, ao que parece o crime está muito acima de nossa vã filosofia, apesar de que, o cumprimento da Lei e dever e/ou obrigação do humano, entretanto, contudo, todavia, quando isso não ocorre o Estado tem que se fazer presente de forma eficiente, exemplar, porém justa.

§ – De acordo com estudiosos da Filosofia de Polícia Comunitária a raiz do crime está na sociedade, logo, o crime efetivamente é inerente ao ser humano;

§ – Dentre os variados tipos e formas de crimes praticados por agentes públicos e “notáveis” empresários amplamente divulgado na mídia, não podemos deixar de citar o desvio cínico, descarado e nojento do dinheiro da merenda escolar, já que, muitas crianças estão frequentando as escolas também por conta da merenda escolar que  em muitos casos e a única refeição do dia dessas crianças;

§ – Não podemos deixar de lembrar, também, os crimes praticados pelos humanos, contra suas companheiras, que formam, junto com ele, uma família, gerando filhos, dando prazer, e crescimento. O Brasil e “excepcional” nesse tipo hediondo de crime.

§ – Mas, conforme “jurisprudenciado” pelo iluminado e espiritualizado Chico Xavier, SOMOS O QUE SOMOS, ou seja, ninguém vira nada, revela-se.

§ – E, pelo preocupante crescimento da criminalidade envolvendo homem, mulher, adolescente e crianças, conforme as incontáveis matérias apresentadas diariamente pela imprensa local e nacional, bem como, a elevada reincidência de autores de crimes nas cadeias públicas brasileiras, está devidamente confirmado que SOMOS O QUE SOMOS, ou seja, ninguém vira nada, revela-se (respeitando-se as exceções), e, tão grave quanto, as “LEIS” brasileiras “produzidas” em um Congresso com graves denúncias de desvio de conduta e prisões de legisladores amplamente divulgado nas redes sociais, ao que parece, legislam em causa própria, e estão contribuindo para o aumento da criminalidade e violência, já  que, blindam e protegem o crime e o criminoso, descartam as vítimas, e desmoralizam os familiares das vítimas, que de forma humilhante pedem, através de faixas, JUSTIÇA para seus entes assassinados de forma covarde, cruel, e por motivo fútil, mas, por força das leis ineficazes e inócuas, a justiça já foi feita, pois o autor do crime já está em liberdade, e ficará quantas vezes for preso, pois, tem direito a inúmeros benefícios, o que garante ao criminoso a certeza da impunidade, além de estimular o cometimento de mais crimes;

§ – Ressalte-se que meu comentário nada tem haver com quem decidiu ser do mau, e está baseado nas investigações, denúncias, e prisões, amplamente divulgadas em nossa imprensa, o que confirma que nosso Brasil, precisa urgentemente adequar as ultrapassadas Lei Penal, Processual Penal, bem como as ineficazes Leis Extravagantes, ao “novo” padrão de desvio de conduta de uma parcela significativa de humanos brasileiros independentemente da condição familiar, profissional e financeira, caso contrário, o ser humano do bem está fadado a viver em permanente estado de guerra civil.

E, como são as perguntas que movem o mundo e perguntar não ofende, e nem acusa ninguém, pergunto: BRASIL, Estado Democrático de Direito, ou Pátria do CRIME??? Eis a questão.

Isto, posto, ao que parece, pois, diante de tantas atrocidades, o termo Ser Humano, precisa ser substituído por SER VIVO.

Por Armando Amarante Filho, Bacharel em Direito, Jornalista.