Pelo segundo ano consecutivo, o governo do Pará vai adiantar o pagamento da metade do 13º salário dos servidores ativos estaduais. O pagamento ocorrerá no início do mês de outubro. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17) pela Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) demonstrando, mais uma vez, o esforço da atual gestão em manter o pagamento em dia dos salários do funcionalismo público.

“Nos dias 6 e 7 de outubro iremos antecipar os primeiros 50% do 13º. Ao todo, 100 mil servidores ativos serão beneficiados e a economia terá a injeção de R$340 milhões para ajudar na geração de renda, emprego e desenvolvimento econômico do Estado. A medida já havia sido feita no ano passado pela primeira vez na história, e agora vamos manter essa antecipação”, exaltou o governador do Pará, Helder Barbalho.

O adiantamento só se tornou possível por conta da política de equilíbrio fiscal adotada pela atual gestão. “O Governo vem sempre trabalhando por resultados em todas as áreas. Reflexo disso também são os bons indicadores da arrecadação estadual e o controle de gastos públicos, tornando possível o adiantamento”, ressaltou Hana Ghassan, titular da Seplad.

“Mesmo com a pandemia, a receita própria do Pará está em crescimento. Os efeitos, na receita estadual, foram muito menores do que em outros Estados. Em julho, o ICMS  do Pará registrou um crescimento  real de 12,9%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Além de pagar em dia os servidores, o governo estadual pode manter o programa de investimento do Estado, ajudando a manter a construção civil em atividade e economia aquecida. No primeiro semestre deste ano, o Pará investiu 7% das receitas correntes líquidas (RCL) no  investimento próprio, o que equivale a R$ 928 milhões. Foi o Estado que  mais investiu com recursos próprios. No ano passado, o investimento foi 5% da RCL,  já no primeiro semestre de 2020 foi 7%”, explicou René de Oliveira e Sousa Júnior.

Por Luana Leite (SEPLAD) / Agência Pará